Estética

Prótese

voltar Lista

Laser odontológico: riscos e inconvinientes

Postado por Ricardo Toscano em 09/10/2012 13:03:00

Ao lado de todas as vantagens e possibilidades terapêuticas novas, o uso do laser em odontologia também significa novos perigos para os quais o dentista deve estar muito atento antes de se iniciar nessa tecnologia. Já que, todos podem ser evitados simplesmente com a observação rigorosa das normas de segurança e dos parâmetros previstos para cada aparelho, em cada aplicação.

O procedimento de segurança básico é o uso de óculos de proteção (específico para o laser), tanto  pelo dentista como pelos seus auxiliares e o próprio paciente. Também deve se restringir o acesso a sala durante o uso do laser. Treinamento, porém, também é essencial. Afinal, um laser mal usado pode facilmente causar lesões irreversíveis na córnea, na pele ou em tecidos profundos. Assim, mesmo quando aplicado apenas na surperfície do esmalte ou da gengiva, o "excesso de potência" ou de tempo de aplicação pode, simplesmente, destruir os tecidos, necrosando a polpa (nervo do dente) ou seus ligamentos. Em outros casos, dependendo do modo de opração, irradiar uma lesão mais do que prescrito pode, eventualmente, aumentar a dor ao invés de reduzi-la. No caso de lesão de herpes, por exemplo, dependendo do estágio da lesão, uma irradiação inadequada pode estimular o vírus ao invés de inibí-lo.

Dentro da equipe do IO (Instituto Odontológico) a capacitação do profissional é um critério levado bastante a sério em função de conhecermos os riscos e poder previnir com conhecimento. Seja bem-vindo ao laser!   

 

 Fonte da imagem : http://www.santaapolonia.com

 

 

Palavra chave : laser, clareamento a laser, para que serve o laser na odontologia.




Fonte: Msc, Ricardo Toscano.